Oxumarê – Itáns

 

“Como Oxumarê serve à Oxum e a Xangô”

Quando Xangô e Oxum quiseram casar-se, perceberam que seria difícil viverem juntos, pois a casa de Oxum era no fundo do rio e Xangô morava por cima das nuvens. Resolveram arranjar um criado que facilitasse a comunicação entre os dois.

Falaram com Oxumarê, que aceitou servir de mensageiro entre eles.

Durante a metade do ano em que é arco- íris, Oxumarê leva as águas de Oxum para o céu, não chove na terra ficando esta seca.

Por isso, Oxumarê resolve que, nos seis meses em que fosse cobra, deixaria de servir aos dois.

Nesse período, Xangô desce até Oxum, acontece então a estação das chuvas com os seus temporais.

***

“Orixá do arco-íris !!!”

Certa vez, Xangô viu Oxumarê passar, com todas as cores de seu traje e todo o brilho de seu ouro.

Xangô conhecia a fama de Oxumarê de não deixar ninguém se aproximar dele.

Xangô preparou então uma armadilha para capturar Oxumarê.

Mandou-o a uma audiência em seu palácio e, quando Oxumarê entrou na sala do trono, os soldados chamaram para a presença de Xangô e fecharam todas as janelas e portas, aprisionando Oxumarê junto com Xangô.

Oxumarê ficou desesperado e tentou fugir, mas todas as saídas estavam trancadas pelo lado de fora.

Xangô tentava tomar Oxumarê nos braços e Oxumarê escapava, correndo de um canto para outro.

Não vendo como se livrar, Oxumarê pediu a Olorum e Olorum ouviu sua súplica. No momento em que Xangô imobilizava Oxumarê, Oxumarê foi transformado numa cobra, que Xangô largou com nojo e medo.

A cobra deslizou pelo chão em movimentos rápidos e sinuosos.

Havia uma pequena fresta entre a porta e o chão da sala e foi por ali que escapou a cobra, foi por ali que escapou Oxumarê.

Assim livrou-se Oxumarê do assédio de Xangô. Quando Oxumarê e Xangô foram feitos Orixás, Oxumarê foi encarregado de levar água da Terra para o palácio de Xangô no Orum (céu), mas Xangô não pôde nunca aproximar-se de Oxumarê.

***

“Como Oxumarê Se Tornou Rico”

Oxumarê era o Babalaô da corte de um rei que, embora fosse rico e poderoso, não pagava bem ao seu sacerdote, que vivia na pobreza.

Certo dia, Oxumarê perguntou a Ifá o que fazer para ter mais dinheiro.

Ifá diz que, se ele lhe fizer uma oferenda, ele o tornará muito rico.

Oxumarê preparou tudo como devia mas, no meio do ritual, foi chamado ao palácio.

Não podendo interromper o ritual, ele não foi, então, o rei suspendeu seu pagamento.

Quando Oxumarê pensava que ia morrer de fome, a rainha do reino vizinho chamou-o para tratar seu filho doente e, como Oxumarê o salvou, a rainha pagou muito bem.

Com medo de perder o adivinho, o rei deu-lhe ainda mais riquezas, e assim se cumpriu a promessa de Ifá.

***

Axé

Mãe Vanda D’Oyá

Last updated: 2016-09-20