Irôko

1913557_103587269658962_1011535_n

Tempo /Irôko

Irôko é um orixá originário de Íwerè, região que fica ao leste de Oyó na Nigéria, de grande importância.

Irôko foi associado ao vodun daomeano Loko dos negros de dinastia Jeje e ainda ao Nkise Tempo na Angola/Congo, para os negros bando.

Este orixá é conhecido na angola como Maianga ou Maiongá.

Irôko ou Tempo, é um orixá muito antigo. Irôko foi à primeira árvore plantada e pela qual todos os restantes orixás desceram à Terra. Irôko é a própria representação da dimensão Tempo.

De acordo com as nossas necessidades, precisamos sempre que o tempo nos seja favoravel, pelo que por vezes pretendemos encurta-lo e outras vezes alonga-lo.Tem um dito que diz “O tempo dá, o tempo tira, o tempo passa e a folha vira”, pelo que com o bom uso do tempo, muitas coisas se modificam, ou podemos modificar.

Em todas as reuniões dos Orixás está sempre presente Irôko, calado num canto, anotando todas as decisões que implicam directamente na sua ação eterna.

É um orixá pouco conhecido dos seres vivos ou mortos, nascidos ou por nascer. Toda a criação está nos seus desígnios.

É o orixá Irôko, implacável e inexorável, que governa o Tempo e o espaço, que acompanha, e cobra, o cumprimento do karma de cada um de nós, determinando o início e o fim de tudo. Tem um temperamento estável, de carater firme e em alguns casos violento.

Para alguns, possui fortes ligações com os orixá chamados Iji, de origem daomeana: Nanã, Obaluaiyê, Oxumarê. Para outros, está estreitamente ligado a Xangô. Seja num caso ou noutro, o culto aIrôko é cercado de cuidados, mistérios e muitas histórias.

Irôko, na verdade, é o orixá dos bosques nigerianos, onde  na Nigéria é muito temido, porque como conta um itan, ninguém se atrevia a entrar num bosque sem antes reverenciá-lo.

Na Nigéria, Irôko é cultuado numa árvore que tem o mesmo nome (Milicia excelsa). No Brasil, esta arvore não existia, pelo que foi substituída pela gameleira-branca (Ficus gomelleira ou Ficus doliaria, também chamada figueira-branca, guapoí, ibapoí, figueira-brava e gameleira-branca-de-purga),pois apresenta as mesma caracteristicas da arvore usada em Africa, arvore majestosa que atinge os 45m de altura e 2,7m de diametro. Actualmente já existem algumas casas de culto que têm a arvore originaria de Africa.

É nesta árvore, a gameleira-branca, que fica acentuado o caráter reto e firme do Orixá pois suas raízes são fortes, firmes e profundas.

Nos terreiros, costuma-se manter uma dessas árvores como morada de Irôko, assinalada por um ‘ojá’  ao seu redor.

Ao contrário da maioria dos orixás, este não costuma “baixar” nas festas de santo. É reverenciado por meio de oferendas à árvore que o representa.

Iroko é um Orixá pouco cultuado tanto no Brasil como em Portugal, e os seus filhos também são muito raros. Os seus filhos, no entanto, são sempre muito protegidos pelo seu Orixá. . Originalmente, para o povo de Yoruba, Irôco não é considerado um orixá que possa ser feito na cabeça de ninguém.

É importante dizer que esta árvore faz parte do culto de Ifá e foi sobre ela que as feiticeiras pousaram e não tiveram sorte.

Para os iorubás, a árvore Iroko é a morada de espíritos infantis conhecidos ritualmente como abiku e tais espíritos são liderados por Oluwere. Quando as crianças se veem perseguidas por sonhos ou qualquer tipo de assombração, é normal que se façam oferendas a Oluwere aos pés de Iroko, para afastar o perigo de que os espíritos abiku levem embora as crianças da aldeia. Durante sete dias e sete noites, o ritual é repetido, até que o perigo de mortes infantis seja afastado.

O culto a Irôko é um dos mais populares na terra iorubá e as relações com esta divindade quase sempre se baseiam na troca: um pedido feito, quando atendido, sempre deve ser pago pois não se deve correr o risco de desagradar Iroco, pois ele costuma perseguir aqueles que lhe devem.

Iroco está ligado à longevidade, à durabilidade das coisas e ao passar do tempo pois é árvore que pode viver por mais de 200 anos.

Sua cor é o branco e ainda usa palha da costa em sua vestimenta.

Cor Branco
Fio de Contas Branco, Verde (ou cinza), castanho
Ervas Abilzeiro, Barba de Velho, Cajueiro,Crista de Galo, Gameleira Branca, Colonia, Iriri, Noz Moscada, etc
Símbolo Lança, grelha Dominíos((representando as direções do tempo)
Dia da Semana Terça-feira
Elemento Ar
Saudação Iroko ISó! Eeró!
Animais Papagaio, Tartaruga
Comidas ajabó, o caruru, feijão fradinho, o deburu, o acaçá, o ebô e outras
Numero 11
Data Comemorativa 10 de Agosto
Sincretismo: São Lourenço
Metal: Zinco
Qualidades:  Iroko Olúwére, a energia que mora dentro da árvore Iroko.

Características dos filhos do Tempo (Iroko)

Os filhos de Iroko são tidos como eloquentes, ciumentos, camaradas, inteligentes, competentes, teimosos, turrões e generosos.

Gostam de diversão: dançar e cozinhar; comer e beber bem. Apaixonam-se com facilidade e gostam de liderar.

Dotados de senso de justiça, são amigos queridos, mas também podem ser inimigos terríveis, no entanto, reconciliam-se facilmente.

Um defeito grande, é o facto dos filhos de Iroko não conseguirem guardar segredos.

Axé

Mãe Vanda D’Oyá

Last updated: 2016-09-14