Cambones

A importância de um Cambone.cambone

Não seria justo, não lembrar a importância de um cambone, pois este é um médium de sustentação, que merece uma atenção especial dada a sua importância em auxiliar as entidades seja dos médiuns, seja da Mãe-de-Santo/Pai-de Santo de um terreiro.

Como cambone cabe a este auxiliar as entidades, sendo que é este o intérprete da mensagem entre a entidade e o consulente, certificando-se sempre que a mensagem que é transmitida pela entidade é recepcionada assertivamente, não devendo compor frases bonitas para a mensagem que está a ser transmitida, pois essa composição pode alterar completamente o sentido da mesma.

Como costumo dizer aos meus médiuns, cambone é  “papagaio”, ouve e repete. Cabe-lhe ainda a ele cuidar do material da entidade, orientar o que acontece à sua volta e também ajudar o entendimento do assistente, pois a linguagem da entidade nem sempre é entendida, no entanto para o cambone torna-se claro dada a progressiva ligação espiritual que se vai estabelecendo.

No entanto por vezes este encontra-se numa posição que nem sempre é confortável, tendo de fiscalizar os diálogos do assistente que,  por uma razão ou outra, possam sair da normalidade dos princípios da Umbanda, obrigando-se neste caso a intervir com a consciencialização do assistente, ou seja o limite da intimidade do assistente com a entidade ou o médium deve ser fiscalizado pelo cambono para evitar mal entendidos e desajustes de informações. Uma das partes mais gratificantes  de ser cambone, é o previlégio da oportunidade dada em especial de conhecer mais a Umbanda e a forma das entidades trabalharem porque o seu contacto é directo, tendo sempre um cambone um crescimento e aprendizagem espiritual enorme, basta apenas ouvir e a aprendizagem seguramente que é constante.

É este  também um defensor da entidade e da integridade física do médium.

Por outro lado a posição do cambone, também se pode tornar desconfortável, dado ser este também quem supervisiona o comportamento das entidades, que por vezes necessitam de ser doutrinadas, deixando também claro a estas, quais os fundamentos da casa. Embora as entidades sejam soberanas, devem saber que dentro da sua soberania devem a sua lealdade ao dirigente da casa. Quando eu comecei na Umbanda tive a honra de ser cambone e desempenhei esse papel durante algum tempo e posso afirmar que até hoje ele tem uma importância directa no meu comportamento como Mãe-de-Santo .

Cambones, tenham a perfeita consciência, que servir é um aprendizado, e que o vosso trabalho de  cambones é tão importante quanto o trabalho de um médium que recebe as suas entidades para trabalhar, pois a vossa responsabilidade mediúnica, é tão importante quanto a de qualquer outro médium. Que seria de mim e das minhas entidades sem as minhas cambonas???

Aproveitem bem esse tempo enquanto cambones, pois mais tarde irão verificar, o quanto é gratificante a experiência como cambone, bem como o quanto é importante no vosso aprendizado.

E assim concluo, este item, deixando um BEM HAJAM, e o meu muito obrigado, a todos aqueles médiuns, que se dedicam a servir as nossas queridas entidades da Umbanda, aos quais chamamos de CAMBONES.

Axé

Mãe Vanda D’Oyá

Last updated: 2016-07-26